JB Drummond

Palavras ao Vento. Resolutas, Destemidas.

Textos

Enquanto você dormia...
Enquanto você dormia,
Projetei meus pensamentos,
Vencendo o espaço vazio,
Invadindo seu sono tranqüilo.

Enquanto você dormia,
Afrontei a solidão,
Enfrentei a escuridão
E sussurrei nos seus ouvidos.

Enquanto você dormia,
Conduzidas pelas brisas da noite,
Seguiram palavras doces.
Beijei seu coração.

Enquanto você dormia,
Meu corpo perdido na bruma,
De uma tormenta noturna.
Prisioneiro sem voz nem razão.

Enquanto você dormia,
Palavras mudas e sentimentos,
Esvaindo-se na noite escura,
Contra o sorriso cínico da lua.

Enquanto você dormia,
A distancia era um detalhe,
Entre um corpo em tormento
E uma alma ao relento.

Enquanto você dormia,
Uma grande sombra alada,
Cortando a noite gelada,
Clamava pelo seu nome.

Quando rompia a aurora,
E o sol despertava indolente,
Meu canto se emudecia
Enquanto você dormia...
E sonhava...
João Drummond
Enviado por João Drummond em 11/02/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras