JB Drummond

Palavras ao Vento. Resolutas, Destemidas.

Livros à Venda

Leona - A Executora
Autor: 
João Drummond

Editora: Amazon.com
Ano: 2017
Páginas: 250
Tipo: e-book
Preço: R$6.25
Sinopse:
Pode uma pessoa enfrentar o mal e não se tornar o próprio mal? Este era o grande dilema de Leona.
Mikhaila Naslavatilov (codinome Leona) foi, desde criança, preparada para uma missão. Suas habilidades especiais foram trabalhadas pelo pai, Capitão Dmitro, e por outros instrutores para potencializar capacidades inatas, e torná-la apta para enfrentar forças do mal, tanto humanas quanto demoníacas.
À estas motivações primarias se somou um ódio intenso contra a organização criminosa e aos assassinos de seu pai.
Seu corpo e mente se transformaram, em intenso treinamento numa arma letal, pronta pra agir instantaneamente contra seus alvos e destruí-los, sem hesitação.
Perfil psicológico – Determinada, assertiva, desprovida de sentimentos de culpa e livre de empatia. Seu perfil a torna extremamente perigosa por sua personalidade fria e calculista. Sem escrúpulos em usar quaisquer meios a seu alcance para atingir seus objetivos.
Extremamente bela e sedutora. Mentalmente lúcida e aguda, de inteligência incrivelmente alta, capaz de pensar e agir instantaneamente, sob quaisquer condições de pressão, se tornando perigosamente mortal quando acuada. Para ela os fins justificam os meios, e tanto na guerra quanto no amor todas as armas e técnicas são justificadas.
Seu pai e mentor, o capitão Dmitro Naslavatilov, especialista em combate corpo a corpo, armas brancas, técnicas de infiltração e guerrilha, foi um dos seus mentores e principal instrutor.
Sua mãe, a Doutora Yara Schreiber.
 
NHÔ QUIM DRUMMOND - IN MEMORIAN
Autores: 
João Drummond, Joaquim Dias Drummond

Editora: Clube de Autores
Ano: 2011
Páginas: 102
Tipo: impresso
Preço: R$33.00
Sinopse:
In Memoriam é um livro inédito de Joaquim Dias Drummond – Nhô Quim, entregue aos cuidados da família em 1966.
No ano de 2010, quando se completa 35 anos de sua morte, esta peça vem à publicação pela primeira vez, com alguns objetivos de relevante importância.
Ao mesmo tempo em que nos traz elementos de um conto da vida real, com lances dramáticos, emocionantes, intrigantes e mesmo cômicos, se reveste também da condição de documento histórico.
Na trajetória de Nhô Drummond, ainda criança, e de sua família, chega até os dias atuais dados e informações do Brasil que nascia como republica.
Os hábitos e costumes de uma época são aqui retratados com fidelidade pelo autor, que ao revelar a saga de sua família, em visão particular, projeta sua observadora e meticulosa inteligência, de historiador em detalhes importantes de uma época da nossa história.
Fala sobre as fazendas, ainda com seus escravos, já alforriados, mas fieis aos seus senhores, fala do ciclo do café e da imigração estrangeira, da implantação do sistema ferroviário no Brasil, das relações conturbadas de regiões, ainda sob o jugo de coronéis e de jagunços, a espera paciente das letras mediadoras da Lei.
Este livro permite que o leitor viaje por parte de nossa história, e a observe de uma privilegiada janela, que foram os olhos atentos e observadores de Nhô Quim.
Um homem que foi ao mesmo tempo, protagonista e uns dos relatores da história de Sete Lagoas.
 
Protetores da Floresta
Autor: 
João Drummond

Editora: Clube de Autores
Ano: 2010
Páginas: 128
Tipo: impresso
Preço: R$33.00
Sinopse:
Três crianças fogem protegidas pelas sombras da noite, numa canoa indígena, de um bando malvado que pretendia matá-las.
A canoa segue lentamente pelo curso do rio Urucuia, que deságua logo à frente, no velho São Francisco.
Mergulham numa aventura eletrizante pelas lendas e mitos de Minas Gerais, até que, abençoados pelos elementais das águas, da terra, dos ares e das matas, se transformam nos Protetores da Floresta.
Têm como missão promover o ultimo alerta contra a destruição das matas e das nascentes.


 
Randonia - O Senhor dos E-Mails
Autor: 
João Drummond

Editora: Clube de Autores
Ano: 2010
Páginas: 183
Tipo: impresso
Preço: R$34.00
Sinopse:
A humanidade sempre conviveu com seus vícios. As drogas nos dão um exemplo marcante de como podemos ser levados a mundos degradantes e sombrios, atraídos num primeiro momento pelo seu apelo fácil e sedutor.
O prazer que ela proporciona é efêmero e via de regra, o caminho que oferece, sem volta.
Paradoxalmente elas podem nos trazer condenação ou libertação. Muitas destas drogas, se bem utilizadas nos trazem a cura de males terríveis e doenças cruéis.
Temos nas mãos este poder de escolha, podemos nos valer dele para o bem ou para o mal.
Assim também é com a Internet. Todos os caminhos estão escancarados.
Todas as opções são expostas neste cardápio universal, prontas para nosso consumo imediato, e da forma que nos aprouver.
Randonia é como uma droga. Um programa de computador que vicia e degrada seus usuários incitando-os ao ilícito e ao crime.
A cada passo insignificante, um novo mundo se descortina para o usuário incauto.
Um mundo, num momento inicial, de ilimitadas e reais possibilidades, que se afunila em direção a um reino sem lei, onde tudo pode e tudo vale. Lá naquele vale sombrio a morte não é o descanso eterno.
À medida que se avança no jogo a consciência se rende, abrindo mão de suas defesas morais, e tornando paulatinamente o jogador em mais um vassalo do Senhor Dos E-mails.
Assim como as drogas, a Internet nos oferece de um lado a condenação de outro a libertação. A escolha é só nossa.
Em suas posições senhores. O jogo já vai começar



 
Sociedade de Autores Desconhecidos
Autor: 
João Drummond

Editora: Clube de Autores
Ano: 2010
Páginas: 102
Tipo: impresso
Preço: R$32.00
Sinopse:
Sociedade De Autores Desconhecidos é um conto que retrata na trajetória do protagonista, a luta de cada autor que acalenta em seu coração um sonho ardente, escrever e publicar um livro. Em busca deste sonho, não se curva a opiniões preconceituosas e arrogantes dos ditadores das formas e das cátedras. Na defesa de um ideal percorre estradas e move montanhas, para que o talento e a livre criação prevaleçam, antes e acima de tudo.
Leitura imperdível para quem deseja galgar os altos patamares que as letras podem conceber. As sensíveis lições de humanidade têm bom exemplo na fala de um dos personagens:

“A missão de um autor não é vender livros, mas fazer prosperar uma idéia. O autor é aquele que nunca desiste de escrever, vendendo ou não.
Representa para a sociedade a ultima defesa de valores e pensamentos.
As principais ferramentas de um autor são: imaginação, criatividade, talento e persistência. Busca em sua jornada, uma idéia que lhe incendeie a alma e sequestre seu coração. Computadores, canetas, mãos, dedos, papeis, tudo o mais são simples detalhes”.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras