JB Drummond

Palavras ao Vento. Resolutas, Destemidas.

Textos

Seus Pensamentos
Onde estão seus pensamentos?

Como o vento insinuante acaricia as flores,
Brisa atrevida, onda doce, quente, ousada,
Meus pensamentos, borboletas multicores
Pelos seus cabelos, desafiam em revoada

Onde estão seus pensamentos?

Estes olhos negros, tristeza e alegria,
Num abismo de segredos, amores e magoas.
Força potencial fermentada pelas águas
De um mar hora revolto, hora em calmaria.

Onde estão seus pensamentos?

Que desafiam um guerreiro ágil e destemido.
Pássaro em vôo rasante, energia latente.
Aventureiro do espaço amplo e desconhecido,
Que se estende entre o coração e a mente.

Onde estão seus pensamentos?

Com um sorriso, meigo, calmo, cativante,
Projetado entre sonhos, realidades e utopias.
Num momento mulher-tigreza, sensível, valente,
Noutro, criança frágil entre jogos e fantasias.
Onde estão seus pensamentos?

Meu olhar cruzando o espaço indolente,
E com um sorriso calmo, contido, angelical,
Encontra seu olhar fugidio, vago, ausente.
Em caminhada peregrina no espaço astral.

Onde estão seus pensamentos?

Talvez, (quem sabe?), na doce caricia do mel?
Ou de súbito no sabor amargo, azedo do fel?
No contraste exorbitante que o movimento
Das ondas da vida nos impõe, duplo tormento.

Onde estão seus pensamentos?

Diante do crepúsculo a ânsia louca de amar.
No alvorecer os devaneios das vagas em tédio,
Rebatendo como um insistente, verdugo cutelo
Dolorosas horas passadas, perdidas de alem mar.

Onde estão seus pensamentos?

Eles estão, creio, onde a vida em vagas flutuantes,
Nos redime de um passado entre agridoce e opressor,
Em abraços apertados, amigáveis e aconchegantes,
Com a energia de um raio a um tempo promissor.


João Drummond
Enviado por João Drummond em 11/02/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras